sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Bozanidade Nagô

Dona Maria Gabriela,

Você está me magoando com esses vídeos de um suposto bozo evangélico que anda por aí dizendo coisas engraçadas.
Todos nós sabemos que bozo e vovó Mafalda alegravam as crianças nas décadas de 80/90, e depois eles morreram e foram alegrar as crianças no céu.
Há quem diga que ele reencarnou mas isso também não é verdade. O que posso dizer é que o bozo orienta e guia alguns seletos seres aqui na terra, e também chefia uma falange, ou linha de trabalho, chamada "bozanidade nagô".
E, justamente por ser o BOZO, ele não se incomoda com essa turma que insiste em usar seu doce nome em vão.
Mas poxa, fico chateada com isso.

Cirilo Rivera é o grande campeão!

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Desafio Sebrae 2000 e sempre

Deeeeeeeeeeuuuss!
Que jóia!
Gracias! Merci! Thanks! Valeeeeeeeeeeeuuuuuuu!!
Bacanaaaaaaaaaa mesmo! Super bacana. Provação pequena é bobagem! Tem que ser com força total! Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come. Se eu me iluminar, tá tudo certo. Não me distraio mais com essas paixões, flores e doces. Perdão. Estarei mais atenta e consciente. Só tô respirando um pouco pra continuar working hard aqui na terra, em nome do Bem e da Luz. Hard Work! De coração, continuarei tentando. De coração, continuarei falhando. Sou humana e pequenina. Mas valeu de novo pela fé em mim, por achar que eu posso. Sou grata por Esse Amor. Me purifica e anima.

uma aproximação terrena da verdade

Filha,

Hoje você é pequenina e vai começar a se readaptar à vida na terra. Você reencarnou e automaticamente esqueceu de tudo, ou quase tudo.
Mamãe está aqui, junto com as pessoas que te amam, para lembrar de algumas coisas, e tentar minimizar o choque e o sofrimento.
Mas por mais que tentemos, você vai sofrer. Você vai sofrer, vai chorar, vai suar, vai sangrar. Eu conheci uma única pessoa, que, numa escolha não-budista, optou por não sofrer. De fato, nunca o vi sofrer, mas por uma estranha coincidência foi ele o objeto de meus choros e angústias, que sempre foram de responsabilidade minha.
Porque tudo que passamos é de nossa inteira responsabilidade. Na grande maioria das situações, você achará que Deus é injusto, que as pessoas são más, que o mundo é cruel. Bem, há de fato muita crueldade, mas só passamos pelo que temos que passar. Para cumprir uma obrigação, para aprender ou para ensinar, não importa: você terá que passar por aquilo.
Gostaria de te alertar de uma forma saudável sobre algumas coisas, com relação aos amores.
O que eu chamo de amores, devem ser chamados "paixões". E as paixões conseguem ser mais ilusórias do que as outras coisas terrenas, que são pura, pura ilusão. A paixão é ilusória e entorpece. Todos esses cantores e poetas que fazem declarações numa música, farão a próxima sobre sofrimento e traição. É um ciclo como outro qualquer, mas estamos aqui para sair desse ciclo, para sair dessa roda ilusória, em todos os sentidos.
Você verá as coisas de uma forma única e só sua, diferente da mamãe. Por isso, viva.
Se você resolver se casar com alguém, quero que saiba desde o início.
O casamento é uma luta. É uma excelente forma de evoluir. Mas dói mais que ballet. Se você conseguir ver leveza e beleza nessa luta, estará muito livre e muito além do resto dos encarnados. Não há fogos de artifício, nem pôr-do-sol, nem flores, nem coração disparado. Quando você planejar uma semana muito romântica e apaixonada com seu marido... ah, uma semana de amor, paz, beijos e carinho.... minha filha, se prepare. É agora que um carro bate, que a conta atrasa, que alguém adoece. A família dele vai te ferir mil vezes, querendo ou não. Nós podemos o ferir também, mesmo sem querer. Não espere ver coisas bonitas, não espere as flores de fora. Não espere, verbo intransitivo. É preciso um pouco de Osho e Clarice Lispector pra entender isso. É preciso muito de você para entender isso. Não vejo outro caminho que não seja a bobeira, a tolice. Mas em gente grande, mesmo com alma de pessoas pequenas, não há a total inocência. Aí é que vem o jogo de cintura: se não há inocência, vai doer. Dói. Dói de tremer, de passar mal, de vomitar, de chorar, de sangrar. Pode doer até definhar. Mas há que se achar a fé no karma,  há que se achar a leveza, há que se achar a beleza dentro de si. De fora, aqui na terra, no que se aproxima de um vida real, não há flores.
Farei todo o possível para minimizar a dor e para te amar, amar, amar. Mas já te peço perdão pelas tantas falhas que virão e pelas tentativas frustradas no caminho.
Luz, flores e leveza em seu caminho. O caminho é dentro de ti(Just in case, rsrsrs).

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Das vantagens de ser bobo



Só o amor faz o bobo. Ponto.

ou com "a explicação inútil"

"Não é fácil lembrar-me de como e por que escrevi um conto ou um romance. Depois que se despegam de mim, também eu os estranho. Não se trata de "transe", mas a concentração no escrever parece tirar a consciência do que não tenha sido o escrever propriamente dito. Alguma coisa, porém, posso tentar reconstituir, se é que importa, e se responde ao que me foi perguntado.

O que me lembro do conto "Feliz Aniversário", por exemplo, é da impressão de uma festa que não foi diferente de outras de aniversário; mas aquele dia era um dia pesado de verão, e acho até que nem pus a idéia de verão no conto. Tive uma "impressão", de onde resultaram algumas linhas vagas, anotadas apenas pelo gosto e necessidade de aprofundar o que se sente."

se Clarice Lispector pudesse explicar, seria por aqui....

"O que é um espelho? Não existe a palavra espelho - só espelhos, pois um único é uma infinidade de espelhos. - Em algum lugar do mundo deve haver uma mina de espelhos? Não são preciso muitos para se ter a mina faiscante e sonambúlica: bastam dois, e um reflete o reflexo do que o outro refletiu, num tremor que se transmite em mensagem intensa e insistente ad infinitum, liquidez em que se pode mergulhar a mão fascinada e retirá-la escorrendo de reflexos, reflexos dessa dura água. - O que é um espelho? Como a bola de cristal dos videntes, ele me arrasta para o vazio que no vidente é o seu campo de meditação, e em mim o campo de silêncios e silêncios. - Esse vazio cristalizado que tem dentro de si espaço para se ir para sempre sem parar: pois espelho é o espaço mais profundo que existe."

Silêncio, por favor


Silêncio por favor

Enquanto esqueço um pouco

a dor no peito

Não diga nada

sobre meus defeitos

Eu não me lembro mais

quem me deixou assim

Hoje eu quero apenas

Uma pausa de mil compassos

Para ver as meninas

E nada mais nos braços

Só este amor

assim descontraído

Quem sabe de tudo não fale

Quem não sabe nada se cale

Se for preciso eu repito

Porque hoje eu vou fazer

Ao meu jeito eu vou fazer

Um samba sobre o infinito

Porque hoje eu vou fazer

Ao meu jeito eu vou fazer

Um samba sobre o infinito

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Desenho Animado - Pepe Legal e Babalu

crise de fim de tarde


Minha sala de trabalho tem aproximadamente uns 14 servidores, todos juntos e misturados, sem nem uma baia que nos separe.


Acontece que todos os dias, por volta de 16h30, rola uma pauta de temas cotidianos. Assim, aquela pausa nos processos para jogar conversa fora e treinar as filosofias de botequim. É mais tradicional que o banzo no fim de feira. É geralmente nessa hora que eu mais escuto do que falo, para aproveitar e escrever aqui no blog.


A pauta de hoje foi o namoro de Dufi. Acontece que Dufi foi a Salvador à trabalho, e num lapso, não conseguiu desligar a ligação com sua namorada, deixando escapulir a seguinte frase:


- "Porra, muito gostosa aquela baianinha".


As mulheres ficaram chocadas, os homens nem tanto.

O melhor é sacar as diferenças da turma.

Dico diz: "Ai, se meu namorado dissesse isso de um cabra, eu diria - Nossa amor, realmente!"

Liri diz, assim gaguejando: "Poxa Dufi, acho que foi um pouco deselegante de sua parte".

Eu digo: "Sem comentários", para me concentrar em apresentar os fatos de forma imparcial aqui no blog(até pareceeee).

Bem, começam as discussões e o falatório, e Dufi solta:

"É muita hipocrisia. Até parece que vocês mulheres não comentam os homens, e também dizem - Nooooooossa, que gostoso. Putz, que barriga...!"

Para tudo, Dufi. Deixa eu pensar quando fiz isso...

Aaah tá!
Nun-ca!

Nada contra, mas definitivamente nunca nem pensaria assim.

Moe concorda, tenho certeza.

Eu posso achar bonito, simpático, sei lá. Mas jamais pensaria com qualquer conotação sexual ou veria alguém como um pedaço de carne.

Sem falso moralismo, nada contra quem pensa assim, deveras.

Mas eu? Nunca pensei!


(não) siga-me

Mais uma realíssima e super divertida de meu saudável ambiente de trabalho.
Enviei um email ao gerente e recebi essa resposta automática:

Estarei fora do escritório por um período. Em caso de urgência, favor entrar em contato com o Coordenador de Pub., Senhor Tatá - XXXXXX@gmail.com - Telefone : (61)XXXXXX. Muito obrigado por sua atenção, Totó.

Tudo bem, então. Escrevi ao Senhor Tatá e recebo essa resposta:

Prezado (a), Estarei de férias durante um período.Favor enviar e-mail para o YYYYYYYYYY@gmail.com para qualquer assunto referente ao nosso escritório.
Att
Senhor Tatá
Obrigado


Achei muito divertido essa brincadeira de siga-me. Digo, siga-o. Digo... ah, nem! Tavam me fazendo de boba, era?

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Carnaval 2009

video

Poxa amigos, por motivos óbvios não posso declarar nada a respeito... Mas o que é um vídeo como esse perto de palavras vãs, não é? So babe, enjoy the best of Brasília´s Carnaval, enquanto aguarda ansiosamente os próximos sucessos.

Serviço: Garotos escolhidos por Cumpadi Uó Shinton bailam ao som de "É o tchan" durante o Gran Folia 2009, na nossa querida Brasila Maravila.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Hable con Ella




Ah, nem!
Eu que sou a mais viciada em Almodóvar e especial-loucamente apaixonada por "Hable con ella", nunca soube que uma das música highlights da película se chama "Raquel". Espere só até painho saber dessa FELIZ coincidência, vai amar. É a típica coincidência bobinha que nos faz vibrar!

A outra high-highlight da trilha é Cucurrucucu Paloma, claaaaro!!) Thanks to Alberto Iglesias e Caetano Veloso.

http://www.youtube.com/watch?v=giNEk_cMs7U (Raquel)





Dicen que por las noches No más se le iba en puro llorar Dicen que no comia No mas se le iba en puro tomar Juran que el mismo cielo Se extremecia al oir su llanto Como sufria por ella Que hasta en su muerte la fue llamando
Ay, ay, ay, ay, ay Cantaba Ay, ay, ay, ay, ayyy Gemia Ay, ay, ay, ay, ay Cantaba De pasión mortal moriiiiiiaaa

Que una paloma triste
Muy de mañana le vá a cantar A la casita sola Con las puertitas de par en par Juran que esa paloma No és otra cosa mas que su alma Que todavia la espera A que regrese la desdichada Cucurrucucú Paloma Cucurrucucú No llores Las piedras jamás Paloma Que van a saber De amores


(Este Caetano, me ha puesto los pelos de punta!)

"Δώσε μου πίσω το ροζάριο της μάνας μου..!"


Ai, cariños!!


Nadie mejor que Almodóvar y un flamenco para expresar la pasión, an?!


Os dois juntos , aceleram até o mais frio dos corações.


Com vocês, música de Mario Cavagnaro para trilha de "Carne Trêmula":





Aunque no creas tu


Como que me oye dios


Esta sera la ultima cita de los dos


Comprenderas que por demas


Que te empeñes en finguir


Porque el dolor de un mal amor


No es como para morir


Pero desecha ya


Mi mas bella ilucion


A nadie ya en el mundo


Dare mi corazon


Devuelbeme mi amor


Para matarlo


Devuelveme el cariño que te di


Tu no eres quien merece conservarlo


Tu ya no vales nada para mi


Devuelveme el rosario de mi madre


Y quedate con todo lo demas


Lo tuyo te lo envio culaquier tarde


No quiero que me veas nunca mas

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Doce como a chuva de caju


Não sei, mãe. Não sei o que é e às vezes nem me importa tanto. O amor está intacto, a luz tá alumiando, a alma pura. É muita coisa mesmo, de que adianta pensar em oito mil possibilidades? Já postei isso antes e repito: de nada adianta. Quero esvaziar-me apenas e continuo com a ousadia da doçura. Quando meu fígado permite, claro. Porque sou humana, ué. Meu fígado tá malito, pobrecito.

Estão gritando? Não ouço, mãe. Veja o que eles querem, a senhora me faz esse favor? Daqui a pouco eu levanto e vou até a porta ver como posso ajudar. Deus proverá, irmãos, tenham fé.

Somos todos criaturinhas de amor e luz.

Enquanto isso, cai mesmo a chuva de caju no calor mais doido do fígado e do baço, doce e ousada, serena e guerreira, dama de espada na mão, dentro de mim cai você, chuva de caju.

Namastê Pratchodayá:)

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Se não fosse trágico....


Seria cômico. Seria não, É, vamos combinar.


Ah, tá...Depois de ter que tomar dois cataflans e almoçar duas barras de chocolates com omeprazol para ficar calminha, acho muito válido dar as velhas boas risadas com os projetos que aguardam nosso parecer favorável...


Estava aqui lendo um deles quando ouço a boss gargalhando.... Não era pra menos. Trata-se de um material audiovisual sobre Turismo. E eis uma amostra grátis do projeto, Ipsis Litteris!



(...)até chegarem ao bioma da Mata Atlântica e de lá à Floresta Amazônica e ao planeta Terra, podendo ir e voltar ....


Ah gente, que bacana, tão vendo? Quando aprovarmos os projetos, vocês que não conhecem ainda, terão a oportunidade de visitar, ainda que virtualmente, o Planeta Terra. Eu só tô escrevendo para avisar ao amigos et´s da Xurupita, caso eles tenham interesse, poderão conhecer nosso planeta, nessa oportunidade única e inédita.

Agora, se os senhores dão licença, vou continuar a ler esses projetos interessantíssimos...

Thank You Lord for every little thing....:)


quinta-feira, 26 de novembro de 2009

message in a bottle


Lua,

Ontem tinha, como quase todo dia, os processos, as reuniões, o estudo para a prova de anatomia.
Mas o que queria mesmo era achar um nome pra isso que sinto. Queria uma explicação, uma música, uma poesia, um texto de seu blog ou de seu orkut.

Li e reli, viajei. Fui em todos os cantos mas não cheguei nele e nem em mim. Rezei o rosário e esperei.
Meu sentimento não estava em C.F.A., nem em Drummond, nem em Sai Baba, nem em Billie Holiday. Não estava em Daniela Mercury, nem em Bethânia, nem em Ivete. Não estava na Bahia, não estava na Espanha. E embora eu me sinta como a própria definição de sergipana, nem Chico Queiroga conseguia falar por mim.
E agora, amiga?
Não desespero, não há medo, não há esperança, nada há.
Mentira, há um barulho, Lua. Um barulho muito grande, um estardalhaço, uma confusão doida. Mas eu vejo sem ouvir, sem sentir.
Só ouço o som de seu atabaque e batida de seu coração, só ouço a voz que louva a Deus e que diz que quer ficar comigo. Só vejo seu sorriso e o jeito que ele morde a boca, que eu nunca saberia imitar.
Ontem ouvi o samba de pareia e os parafusos de Lagarto... prestei muita atenção à batida da caixa, para mostrar a ele como é.
Quero mandar uma mensagem para o celular dele, dizendo tudo isso ao mesmo tempo, em uma frase só... como escrevo?

Ele é mimado, eu já te disse? Cheio de vontades e vive reclamando de qualquer coisa que não seja como ele já conhece.
Eu acho engraçadinho. É grave, isso? Porque quando achamos os defeitos engraçadinhos, não sei Lua... acho que é um atestado de bestinha. Tu me acha bestinha?
Talvez eu seja.

Ontem meu coração doeu, doeu muito. Chorei aquele troço calado, com aquele soluço lento e pesado. Silenciei o soluço com vergonha dos vizinhos. Chamei por mãinha e por meus avós, nem sei se você lembra deles, rsrsrs. Acho injusto não ter o colo dos avós por perto para essas horas. Ainda bem que sou espírita, rsrsrs.
Fiquei com uma grande preguiça do mundo, das pessoas. Muito barulho por nada....

Mas parece que entendo como é amar, porque o amo a ponto de querer unicamente sua felicidade.
Não, claro que estou apaixonada - de querer beijá-lo toda hora, de vê-lo dormir como se assistisse a um pôr-do-Sol, de sentir seu cheiro de longe.

Mas o que sinto, o que pretendo, o que me faz vibrar, é seu bem-estar e felicidade, longe ou perto. Aqui, em Aracaju, no Alabama, whatever!
Que poesia diz isso? Qual é a música, maestro?
Um xero imenso, minha frô.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Transbordando gratidão



Como poderia não compartilhar a imensão gratidão à Nossa Mãe, Rainha e Imaculada Virgem do Rosário?!
O mínimo que posso dizer é que, sim, vale a pena ter fé, vale a pena confiar com amor e pureza, vale a pena (tentar, tentar muito) fazer as coisas certinhas.
Por mais que muitas vezes não compreendamos ou não aceitemos suas mensagens e desígnios, Nossa Senhora nos orienta, acalenta, guia, renova e conforta a cada Ave Maria, a cada Pai Nosso, a cada Ladainha, a cada Ofício.
Além disso, a sensação de uma súplica ser ouvida com tanta atenção, faz tudo transcender em amor, gratidão e luz.
E tudo que não seja o Bem e o Amor tornam-se pequenos diante desse sentimento... Vida longa a essa vibração!

"Se você é de rodar
Ou se é de bater tambor, faça o favor
Tome um banho de amor

Um banho de cachoeira
Um banho de cachoeira
Vai levantar
Acaba qualquer canseira
Banho de mar é bom pra descarregar
Mas por favor tome um banho de amor

Se você é de rodar
Ou se é de bater tambor, faça o favor
Tome um banho de amor

Vovó Maria me ensinou
Eu aprendi a preparar
Um banho de rosas brancas pra clarear
Vovó Maria me ensinou
Que é muito bom, muito legal
Tomar um banho de ervas
Tomar um banho de sal
Uns tomam banho de lua
Uns tomam banho de sol
Uns tomam banho de chuva
Lá no quintal"

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Linda(?) e absolutamente surreal


E eis que eu chego em casa, tensaaa depois de um hard day, e resolvo ligar a televisão....coisas de Deus. Lá estava Stephany no Esquadrão da Moda(SBT), sem o Crossfox e sem o mínimo de humildade. Esculhambou Isabella Fiorentino, fez caras e bocas na frente do espelho, quase morro de tanto rir.
Agora eu li e vi na JP online que é a segunda tentativa de gravação do programa, porque na primeira ela deu tanto "pití", que não foi possível ir adiante. Logo pensei: mais "pití" do que isso? Jesuuus, acenda a luz.
Não gosto quando as pessoas aproveitam a oportunidade para soltar aquelas faíscas de preconceito com o Nordeste e o Piauí e fazer aquela velha ode ao Sudeste. É feio isso, gente. Eu não conheço o Piauí, mas certamente é MUITO mais que esse ser que nasceu pra divertir os outros. Sim, porque esses pitís de menina mimada e a breguice da pessoa não parecem ter outro motivo de ser.
Sim, mas e o cabelo? Jesuuuuuuuus amado, queria entrar na televisão e meter a tesoura naquela coisa horrorosa. O que é aquilo, promessa? Porque se for, vamos à paróquia ver outra alternativa com o padre. E o cabeleireiro foi super fofo, paciente e bonzinho...eu cortaria, no mínimo, a metade.
Ainda teve a parte que ela parou dizendo: "para a gravação. Eu quero responder de novo". E mesmo na segunda chance não achava a resposta. Gente, como pode ser tão mimada? Pior que a médica chatinha que deu escândalo no balcão da Gol.
E, fechando com chave de sargaço, ao ser questionada sobre seu signo, se era de áries, ela responde: "não, eu sou do Piauí".
Arrasou, gata! Sucesso!
Parabéns aos apresentadores e a toda equipe de produção pela paciência e profissionalismo.

http://www.youtube.com/watch?v=brdBQUHA9n0
http://www.youtube.com/watch?v=Z90WSa1n38w&feature=related